Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra


Terça-feira, 18.12.18

Coimbra: Bairro Operário

O problema do alojamento das classes mais carenciadas, maioritariamente residentes na Baixa, onde … se verificavam os maiores problemas de insalubridade, gerou várias tentativas de reforma urbanística, contudo sempre infrutíferas.

D. Manuel Correia de Bastos Pina 01.jpg

D. Manuel Correia de Bastos Pina

A construção de um bairro, especificamente destinado ao alojamento operário, começou a ser equacionada pelo município pouco depois da compra da Quinta de Santa Cruz. Em 1868 reservou-se alguns dos terrenos adquiridos para construção de um bairro operário, mas à semelhança de outros projetos também este foi sendo protelado.
Foi pela iniciativa do Bispo Conde, D. Manuel Corrêa de Bastos, que o desejo de um bairro para as classes mais carenciadas foi concretizado. Em 1897, quando se assinalavam os 25 anos do seu episcopado, o bispo recusou a oferta de uma valiosa cruz que lhe pretendiam oferecer e “pediu que ella fosse traduzida n’um pensamento mais levantado” e o seu valor aplicado na construção de um bairro para os operários mais carenciados.

Bairro operário. Localização a.jpg

Localização do Bairro Operário

Neste sentido, a 20 de Maio de 1897, solicitou ao município a cedência de um terreno na Quinta de Santa Cruz, entre o matadouro e o antigo caminho de Montarroio. Não estando a câmara legalmente habilitada para a cedência gratuita de terrenos cedeu a sua utilização por 19 anos.
O projeto, apresentado em Setembro desse mesmo ano, propunha a construção de um conjunto de 15 casas e uma capela. Agrupadas em duas bandas, uma de sete casas com frente para o antigo caminho de Montarroio e outra de seis casas com frente para atual rua Trindade Coelho. As casas de piso térreo ou com aproveitamento da cave onde o desnível do terreno permitia, possuíam um pequeno quintal para o cultivo de alimentos.


Bairro Operário tipo médio.jpg

s/a, Tipo médio das habitações do Bairro Operário, 1897

As obras começaram no mês seguinte e no dia de Natal de 1898 as primeiras casas começaram a ser ocupadas. Por iniciativa do Bispo Conde, o novo e moderno Bairro de Santa Cruz passou a albergar o primeiro bairro operário da cidade.

Bairro Operário planta térrea.jpg

s/a, Planta térrea das habitações do Bairro Operário,1987

No dia 12 de Novembro de 1911, ou seja, 5 anos antes do prazo previsto, o Bispo Conde entregou o Bairro ao município que a partir desta data assumiu a gestão do pequeno bairro. Contudo os edifícios apresentavam graves problemas de conservação e exigiam uma série de obras de conservação que “foram lentamente exgotando … os magros reditos provenientes das casas”.

Bairro Operário. Igreja.jpg

Capela e casas do Bairro Operário

Em Outubro de 1955, face ao mau estado de conservação dos edifícios, o bairro começou a ser demolido pelo município ficando o espaço abandonado até há poucos anos, quando foi transformado num pequeno jardim e parque infantil.

Calmeiro, M.I.B.R. 2014. Urbanismo antes dos Planos: Coimbra 1834-1924. Vol. I. Tese de doutoramento em Arquitetura, apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, pg. 353-356

 



Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 18:17


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930