Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra


Quinta-feira, 07.03.19

Coimbra: Catarina Rainha de Inglaterra passa pela Cidade

D. Catarina Henriqueta de Bragança era filha de D. João IV e de D. Luísa de Gusmão. Nasceu no Paço ducal de Vila Viçosa a 25 de novembro de 1638 e casou-se, em 1662, com Carlos II de Inglaterra; por ser católica, jamais foi coroada rainha. Não teve descendência.

Cortejo de despedida e embarque de Dona Catarina dCortejo de despedida e embarque de Dona Catarina de Bragança para Inglaterra. Acedido em http://www.museudelamego.gov.pt/um-ano-um-tema-traz-em-abril-gravura-de-d-catarina-de-braganca/

Carlos II e Catarina de Bragança.jpg

Carlos II e Catarina de Bragança. Acedido em
https://www.vortexmag.net/a-rainha-portuguesa-que-mudou-a-inglaterra-e-lhe-deu-um-imperio/

Catarina Rainha da Inglaterra. Acedido.jpg

Catarina Rainha da Inglaterra. Acedido em https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/d4/Catherine_of_Braganza_-_Lely_1663-65.jpg

Enviuvou a 16 de fevereiro de 1685, mas continuou a viver em Inglaterra durante o reinado de Jaime II, seu cunhado.
Embarcou para Lisboa a 29 de março de 1692 e entrou em Lisboa a 20 de janeiro do ano seguinte. No caminho passou, como se pode constatar lendo a entrada abaixo publicada, por Coimbra.
Morreu na capital, no Palácio da Bemposta que mandara construir para sua residência, a 31 de janeiro de 1705.
O costume de beber chá, embora de forma embrionária, já existiria em Inglaterra, mas D. Catarina institucionalizou-o no tão “britânico” hábito do five o'clock tea.

Dona Catarina enviúva e resolve voltar à pátria, e nova epistolografia se troca entre o novo rei [D. Pedro II] e a Câmara [de Coimbra] … com a carta régia de 28 do mesmo mês [Outubro de 1682] pede à cidade que recebesse sua Irmã com demonstrações de alegria como se do próprio se tratasse.
…. Recebida esta carta [expedida da Mealhada em 8 de Janeiro de 1693] se leo na camera …Logo se prepararaõ p.ª caminharem ao lugar dos Fornos destinado p.ª a espera, e se ordenou o congreço na praça da Câmara na forma seguinte:
Procediaõ dous trombetas a cavallo vestidos de vistosos catalufas e mais guarniçoens q a camera lhe deu, nas trombetas suas bandeiras com as armas reaes de huá parte, da outra as da Cidade, dous ternos de charamelas, os meirinhos e officiaes da Justiça; seguiace a bandeira da Cidade … se pedio a levasse … um dos principais sidadaõs desta Cidade … montado em hum fremozo cavallo tomou a bandeira e fazendo paço o seguia o senado com suas varas, e toda a nobreza e cidadoens a quem se havia avizado todos a cavallo e foraõ caminhando ao lugar destinado.
Chegados a elle com pouca demora chegou logo o Marques Conductor … e logo chegando a carroça real dando alguns paços, mandou parar o Marques e chegando à estribeira deu parte … como ali estava a camera e nobreza da Cidade … lhe beijaraõ a maõ.


Catarina Rainha de Inglaterra 2.jpg

Catarina Rainha de Inglaterra. Acedido em https://www.bing.com/images/search?q=catarina+rainha+da+inglaterra&id=D73B6E84EF6502AB8725C63E9751A98EBE629801&FORM=IQFRBA

…. Chegados à porta [Porta da Cidade, ou Porta de S. Margarida como é referida na planta de 1845 realizada por Izidoro Emílio Baptista, uma vez que a Porta da Figueira Velha, segundo José Pinto Loureiro, já não existia no reinado de D. João III] estava já nella o Bisconde e o procurador da Cidade q lhe entregou as chaves … Nesta porta estava hum Fremozo arco dos Tendeiros feito de duas faces como todos os demais, vestido de sedas passamane e volantes.
…. Davaõ principio ao acompanhamento os Atabales, Trombetas e charamelas, seguiãoce varias danças de homens e de mulheres, e duas pellas cubertas de ouro … na entrada na rua de St. ª Sofia era tal a confuzaõ das musicas danças e tom dos repiques dos sinos de toda a Cidade q naõ havia quem de alegria naõ derramasse lagrimas … naõ cabia a gente nas ruas a cada passo se parava, tomouce a rua de Coruche na entrada da qual estava o segundo arco feito pellos ourives de fabrica de madeira pintado; deste se entrou na rua da Calçada no meyo da qual estava o terceiro arco dos mercadores de grosso tracto, obra sumptuoza de madeiras com pedrarias fingidas de Italia sobre colunas retorcidas, no alto delle estava ao norte o retrato Dell Rey D. Joaõ o 4.º … da parte do sul estava o retrato de El Rey D. Pedro Nosso Senhor com outras duas figuras do Mondego e Tejo … sahioce a Portagem onde estava o 4.º Arco feito pellos roupavilheiros de armaçoens vistozas e ricas pinturas, subioce a Couraça e no arco de St.º António estava o quinto arco dos livreiros e serieiros feito, com boa traça e vistosa armaçaõ, deste se tomou a rua de são christovaõ no meyo da qual para cubrir hum paçadiço q nella ha fizeraõ o sexto e ultimo arco os Armadores; em que mostravaõ o primor da sua arte … daqui se subio ao Palacio Pontifical, aonde ao apear assistio a Camera; e foi acompanhando a Sr.ª Rainha athe a antecâmera em q entrou pelas 4 oras da tarde.
Na noute deste dia e nas duas seguintes se puzeraõ luminarias em toda a cidade … Aos seroens desta noutes cortejevaõ o palácio na praça delle a mayor parte dos Académicos.
…. Ao segundo dia fizeraõ os estudantes da Provincia do Alentejo huã fortaleza de fogo no terreiro da feira [hoje Largo da Feira dos Estudantes] … Ao terceiro dia se correram por ordem da Camera na praça da Cidade Touros de cavallo … e matou seis touros.

Silva, A.C. Dona Catarina Rainha de Inglaterra e a sua passagem por Coimbra no regresso a Portugal. Separa de Munda. 1986.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 19:56


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930