Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra


Quarta-feira, 27.05.15

Coimbra e o seminário

Não é inteiramente descabida a opinião de considerar D. Manuel como o «o segundo fundador» do seminário, atendendo não só às reformas que encetou nos campos da renovação espiritual e do aperfeiçoamento académico … mas igualmente a obra realizada no melhoramento e ampliação das estruturas, possibilitando condições de melhor comodidade a educadores e educandos.
O amplo e majestoso edifício setecentista, mandado construir por D. Miguel da Anunciação, foi objeto de grandes trabalhos de restauro, com a abertura de janelas, a implantação de uma rede de saneamento e a construção de instalações de higiene de acordo com as melhores técnicas da época. Os terrenos circundantes sofreram igualmente melhorias, a começar pelo pátio fronteiro que, depois de removidas as terras que abafavam o edifício, tirando-lhe muita da sua beleza arquitetónica, foi ajardinado e enriquecido com a construção de um artístico lago em pedra lavrada. O claustro … foi igualmente embelezado … levou o bispo conde a pôr ombros à construção de uma nova casa destinada
à habitação dos estudantes eclesiásticos … Iniciado em 1873, o novo edifício, com traça semelhante à da casa central, albergou os primeiros alunos em Outubro de 1876.

Ramos, A. J., 1995. O Bispo de Coimbra D. Manuel Correia de Bastos Pina. Coimbra, Gráfica de Coimbra, pg. 229 e 230

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 19:53

Terça-feira, 26.05.15

Coimbra e o primeiro bairro operário do País

Bastos Pina … era um admirador em extremo do Papa Leão XIII, procurando pôr em prática na sua diocese as diretrizes vindas do grande Pontífice … Foi assim que em Maio de 1897, pensou que a melhor forma de comemorar o vigésimo quinto aniversário da sua sagração episcopal seria a fundação de um bairro «em que os operários encontrassem, conforto para eles e para as suas famílias».
O cabido e o clero pretendiam oferecer, nessa data, uma cruz peitoral ao prelado. Este, sabendo dessas intenções, manifestou o desejo de que, em vez daquela oferta, lhe fosse entregue a soma angariada para, junta como uma outra que tinha sobrado de uma coleta para as vítimas das inundações de 1881, construir um bairro de 15 moradias para operários pobres. Contando, além disso, com a oferta do terreno por parte da câmara …
Com as colaborações recebidas e o entusiasmo que D. Manuel colocou neste empreendimento, o bairro estava pronto a habitar em Novembro de 1898 … a rainha D. Amélia, sabendo do facto, apressou-se a escrever ao bispo-conde … «muito gosto me dava, pois, o Bispo Conde aceitando o oferecimento que lhe faço de ficar a meu cargo a construção da capela» … A capela, sob a invocação de Nossa Senhora de Lurdes, foi solenemente inaugurada a 10 de Novembro de 1901.

Ramos, A. J., 1995. O Bispo de Coimbra D. Manuel Correia de Bastos Pina. Coimbra, Gráfica de Coimbra, pg. 183 e 184

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 09:03


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031