Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra


Quinta-feira, 22.10.15

Coimbra, a Exposição Distrital de 1884

… Coimbra encontrava-se em 1884 – como aliás tem sucedido geralmente ao, longo da sua história – impregnada pelo setor terciário, o qual lhe emprestava uma fácies muito peculiar. Contudo, também o setor secundário não estava ausente, pois eram ali exercidas múltiplas atividades artesanais e mesmo algumas industriais. Entre as primeiras contavam-se as seguintes: cordoaria, correaria, caldeiraria, funilaria, chapelaria, marcenaria, alfaiataria, sapataria e artes gráficas (tipografia e encadernação). Das segundas destacavam-se: algumas indústrias alimentares (moagem, massas alimentícias e bolachas), metalurgia e metalomecânica, carpintaria mecânica e cerâmica.
… As primeiras atividades artesanais referidas (cordoaria, correaria, caldeiraria, funilaria e ourivesaria) como que haviam chegado ao fim do seu ciclo, aparecendo escassamente representadas … começava já em 1884 a esboçar-se uma tendência que o futuro se limitaria a acentuar: «que a ourivesaria d’esta cidade é mais um commercio do que uma arte nobre!» … Tendência similar – isto é, a crescente preferência dada à distribuição relativamente à produção – vamos encontrá-la também na marcenaria, na sapataria e na alfaiataria.
… Além das cerca de 10 tipografias … e de um número considerável de minúsculas oficinas de diversos ramos, localizam-se na «Lusa Atenas», em 1884, 40 estabelecimentos industriais … O maior número de estabelecimentos pertencia à metalurgia/metalomecânica e à cerâmica, com 14 unidades cada, seguindo-se a indústria alimentar, com 6, os transportes (fabrico) com 3 e os ramos do sabão, das madeiras e misto (moagem de cereais e de vidrado, para a cerâmica), com 1 cada. Trata-se ainda, na maioria dos casos, de manufaturas e até, provavelmente, de algumas oficinas.
… Considerada, globalmente, pode dizer-se que a indústria coimbrã, a par de alguns ramos tradicionais que definhavam, apresentava outros em desenvolvimento, como os das indústrias alimentares, metalurgia/metalomecânica e madeiras.

Mendes, J.M.A. A Indústria no distrito de Coimbra na Época da Exposição de 1884. In 1.º Centenário da Exposição Distrital de 1884. Coimbra. Simpósio. 30 de Junho e 1 de Julho de 1984. Coimbra, Edição do Secretariado das Comemorações, p. 12 a 16

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 15:09


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930