Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra


Quinta-feira, 19.10.17

Coimbra: Colégio de S. Agostinho 2

Foi longo o processo de maturação que, no Mosteiro de Santa Cruz, haveria de conduzir à construção do Colégio de Santo Agostinho que sobrevive... Num ambiente de contenção financeira sempre denunciada pelos cronistas, apenas do Capitulo Geral de 1569 «se comessou a tratar da mudança do nosso Collegio apartado do Convento de S. Cruz» a despeito de todos os obstáculos movidos pelo bispo de Coimbra, contra a eventualidade de que o «Collegio se apartasse do Convento de S. Cruz e se edificasse nas cazas de João de Ruão, que he o mesmo sitio onde depois de muitos annos o fundou» ... no local encostado à muralha, onde, aliás, já anos antes o mosteiro se tinha preocupado em alargar através de compras e trocas de terrenos.

... Tradicionalmente... o edifício do Colégio de Santo Agostinho anda atribuído a Filipe Terzi, mas, intencionalmente ou não, os cronistas nem sempre têm acertado nas atribuições que fazem ... a presença frequente de Jerónimo Francisco em Santa Cruz indicia uma ligação que parece apontar para a hipótese de uma fortíssima contribuição no problema construtivo que, nesta data, mais afetaria os crúzios: o colégio novo.

Colégio de S. Agostinho pulpito.jpgColégio de S. Agostinho igreja púlpito

A estrutura colegial, que sobrevive às transformações posteriores e ao violento incêndio de 1967, ajusta-se à especificidade do terreno ocupado, com a linha da fachada poente assentando os alicerces no antigo pano da muralha da Almedina.

A igreja e o claustro dinamizam o espaço onde se encontraram a estabilidade e o equilíbrio para fornecer aos colegiais um percurso ordenado e inteligível. Tanto quanto é possível apurar pelas plantas do edifício, e depois das reformas do século XIX para albergar o Colégio dos Órfãos, a Misericórdia e, recentemente, a Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, a nota mais dissonante à normal constituição dos espaços colegiais é dada pela presença do corredor que estabelece a ligação entre o portal (aberto em 1859) e o claustro (desembocando no ângulo sudoeste), protegendo a entrada principal da igreja e provocando a formação de uma ala com diversas dependências, onde se instala, agora, a Misericórdia.

Colégio de S. Agostinho claustro.jpgColégio de S. Agostinho claustro

... Inteiramente nova na cidade é a conceção plástica que envolve o claustro retangular datado de 1596.

Craveiro, M.L. O Colégio da Sapiência, ou de Santa Agostinho, na Alta de Coimbra. In: Monumentos. Revista Semestral de Edifícios e Monumentos. N.º 25, Setembro de 2006. Lisboa, Direção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, pg. 68-71

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 22:19

Sexta-feira, 12.02.16

Coimbra: os grandes incêndios ocorridos no século XX 2

Incêndio do Colégio dos Órfãos
… ocorrido na noite de 16 de Janeiro de 1967 e que transformou num montão de ruínas, o Colégio dos Órfãos de S. Caetano, da Santa Casa da Misericórdia de Coimbra.
A ala poente do grande edifício não tardou a ficar envolta em chamas, que irromperam através das janelas e do último piso e do telhado com extraordinária violência, oferecendo um espetáculo pavoroso. Dir-se-ia a cidade ter-se transformado num vulcão.
… O fogo começara na Capela da Secção Feminina … As chamas alastravam já assustadoramente de um extremo ao outro da ala nascente, com uma frente de mais de cem metros, para a Rua dos Coutinhos.
Impôs-se defender as casas vizinhas … e houve que evacuar algumas das moradias da Rua Corpo de Deus … foi poupada a Igreja da Misericórdia, bem como os claustros que são monumento nacional … Durou mais de quatro horas o ataque ao violento incêndio … Só cerca das 8 horas começou o rescaldo, mas ainda nessa altura, aqui e ali iam surgindo novos focos … só às 18 horas … retirou do Colégio dos Órfãos o último piquete dos bombeiros.

Seja-me permitida uma nota pessoal.
Como já tive ocasião de aqui dizer o meu Pai era funcionário da Misericórdia e um profundo conhecedor do edifício ardido e, em ordem a este incêndio, há que não esquecer a sua dedicação àquela Instituição.
Ele sabia melhor do que ninguém onde se encontravam guardados os objetos mais preciosos, ou seja, numa arrecadação junto ao local onde hoje se encontra a entrada da Faculdade de Psicologia.
Morando na Cerca do Colégio dos Órfãos, quando se apercebeu do incêndio correu para aí. E uma vez, e outra vez e outra vez entrou do edifício … até ser impedido pelos bombeiros de continuar nessa tarefa, dado o risco eminente de uma derrocada, a qual veio a acontecer. E assim, com algumas queimaduras e alguns ferimentos ligeiros, de lá retirou tudo o que pode de uma forma abnegada e pondo em risco a sua própria vida. Por iniciativa própria e sem qualquer reconhecimento.

Outros incêndios de grande dimensão

- na Rua do Guedes, em casa do fotógrafo José Sartoris, em 7/7/1900, quando alguns bombeiros correram perigo …
- na estalagem de João de Aveiro, no Largo da Fornalhinha, um dos maiores de Coimbra …
- em 7/2/1904, na Rua da Gala, na Casa de pasto do Grazina, que obrigou os moradores a serem salvos pela manga de salvação …
- incêndio do Palace-Hotel, Avenida Navarro … (hoje Café Internacional), que destruiu dois terços do edifício, sinistro ocorrido de 29 para 30/4/1919 …
- Em Agosto (1925), a Alquilaria Camões. Sita na Avenida Navarro (terreno do antigo Tivoli e, hoje, pronto-a-vestir Zara) foi pasto das chamas que a deixaram reduzida a cinzas … morreram seis cavalos … os melhores trens, entre eles o luxuoso carro conhecido pelo carro dos casamentos; ficaram gravemente feridos dois bombeiros…
- em 29 de Março (de 1929) … pavoroso incêndio na Rua das Padeiras e Rua do Paço do Conde que destruiu dois grandes prédios, n.ºs 47 a 51. Ali funcionava a padaria de Juventino Pais Martins dos Santos …
- incêndio ocorrido na Rua da Moeda, em 1 de Setembro de 1935 … onde funcionava a padaria Moderna …
- incêndio na Couraça de Lisboa, em 4 de Setembro (de 1940), em prédio do Seminário agarrado ao CADC, lojas e dois andares com carvoaria e hóspedes …
- violento incêndio registado em 27 de Setembro (de 1940), reduzia a cinzas a estância de madeiras … frente às Fábricas Triunfo, na Rua dos Oleiros. Um incêndio tão pavoroso que obrigou os comboios a deixar de circular …
- violento incêndio na Empresa Lusitânia de Cerâmica, junto à Estação Velha, em 13 de Novembro de 1946…
- Em 7 de Dezembro de 1949 … Um incêndio na Estatuária Artística de Coimbra, nas Lajes, assumiu proporções pavorosas …
- Incêndio no prédio da Casa das Lãs … o prédio n.º 73 da Rua Visconde de Luz foi pasto das chamas (em 26/1/1980) … houve 11 intoxicações … duas crianças e uma jovem foram retiradas do 4.º andar pela manga de salvação.

Nunes, M. 1998. Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Coimbra, Das origens aos nossos dias. (1889-1998). Páginas para a história de Coimbra. Coimbra, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Coimbra. Pg. 48, 63, 70, 78, 112, 129, 136, 161 a 168, 181

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 12:02

Quarta-feira, 21.10.15

Coimbra e as suas personalidades: António Augusto Gonçalves

… nasceu em Coimbra, a 19 de Dezembro de 1848. Herdou de seu pai, pintor e decorador com alguns merecimentos, uma fina sensibilidade estética e um critério de apreciação que irá aplicar na pedagogia e na vulgarização artísticas. Concluídos os seus estudos secundários, frequentou na Universidade de Coimbra, o curso de Farmácia, que logo abandonou. A partir de então passa a dedicar-se ao ensino livre do Desenho e da Matemática, ao mesmo tempo que irá alargando o campo dos seus conhecimentos artísticos. Belisário Pimenta, que com ele de perto privou, traça-nos … o perfil da sua mentalidade: «tinha contra si a mácula das suas ideias ao tempo muito avançadas em política e a outra mácula não menor da falta de crenças religiosas; de modo que o seu atrevimento em não seguir os cânones pedagógicos oficiais em Arte, o seu tolerante republicanismo apenas de princípios embora firmes e o não menos tolerante livre-pensamento, teriam, na época ressonância verdadeiramente revolucionária». Neste testemunho falta apenas a alusão ao enternecimento que lhe mereciam as camadas populares mais humildes e o operariado carecido de instrução.
… que o vemos desempenhar as funções de vereador da Câmara Municipal de Coimbra, eleito pela minoria republicana, no triénio de 1887 a 1889 … A sua opção de livre-pensador é demonstrada … na organização do cortejo cívico realizado em Coimbra, em 1890, e dedicado à memória de Joaquim António de Aguiar … os dirigentes republicanos manifestaram-lhe a sua confiança … atribuindo-lhe, em 1912, a presidência da Comissão Administrativa do município conimbricense … colocou o melhor da sua vocação pedagógica quer como professor de Desenho na Associação dos Artistas e no Colégio dos Órfãos … Mas a sua principal realização neste domínio foi indubitavelmente a criação da «Escola Livre das Artes do Desenho» … O primeiro problema que se colocava à viabilização da «Escola» era o da obtenção de um espaço físico … Daí que no dia 31 de Julho de 1878, sete operários tenham dirigido ao executivo municipal … ser cedida a antiga casa do Senado, no andar superior da torre do Arco de Almedina … A Câmara anuiu à pretensão e forneceu mesmo alguns materiais para que o prédio fosse ligeiramente restaurado.
… António Augusto Gonçalves não terminaria a sua longa existência sem realizar duas obras que, pela sua importância artística e relevo cultural, bastariam para conferir ao seu autor o direito de passar a ser reverentemente lembrado pelas gerações coimbrãs: referimo-nos ao restauro da Sé Velha e à fundação do Museu Machado de Castro
… É evidente que nesta breve resenha biográfica se acham omitidas muitas particularidades da vida de Mestre Gonçalves … os primores do jornalista e do crítico de arte, as arremetidas do polemista ou os méritos do professor universitário, que também foi. Mas consignam-se aspetos suficientes para qualificar de generosa e útil uma vida que se extinguirá em 4 de Novembro de 1932

Homem, A.J.C. A Exposição Distrital de Coimbra em 1884. In 1.º Centenário da Exposição Distrital de 1884. Coimbra. Simpósio. 30 de Junho e 1 de Julho de 1984. Coimbra, Edição do Secretariado das Comemorações, p. 53 a 57

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 09:53


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930