Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra


Sábado, 08.10.22

Coimbra: O Batalhão Académico de 1846-1847

O Dr. Mário Araújo Torres, prosseguindo na sua senda de reeditar livros da bibliografia coimbrã, esquecidos pelo tempo, acaba de dar à estampa mais uma obra, esta dedicada aos Batalhões Académicos e, nomeadamente ao de 1846-1847.

O livro leva o seguinte título: O Batalhão Académico de 1846-1847. Notas por António dos Santos Pereira Jardim. Publicadas com aditamentos por António João Flores. Recolha de textos, introdução e notas por Mário Araújo Torres.

Batalhão Académico  de 1846.1847, capa.jpg

O Batalhão Académico de 1846-1847, capa

Batalhão Académico  de 1846.1847, contracapa.jpg

O Batalhão Académico de 1846-1847, contracapa

O original foi editada em 1888, pela Imprensa da Universidade com o título Noticia Historica do Batalhão Academico de 1846-1847. Notas do Dr. António dos Santos Pereira Jardim.

Batalhão Académico  de 1846.1847, capa 1888.jpg

O Batalhão Académico de 1846-1847, pg. 72

Na Introdução, Mário Araújo Torres faz uma breve bosquejo dos diversos Batalhões Académicos que ao longo dos tempos foram constituídos, identificando os seguintes:

- 1644-1645, no âmbito da «Guerra de Restauração»;

- No decurso das invasões francesas, por três [vezes] se organizaram … em 26 de Junho de 1808, … em 2 de janeiro de 1809 … em 9 de novembro de 1810;

- A eclosão das «lutas liberais … em 1826, foi formado um Batalhão de estudantes liberais, … na sequência da revolta do Porto, de 16 de maio de 1828, contra o Governo de D. Miguel;

- Face à Revolta dos Marechais … de julho de 1837; e

- Aquando da eclosão, em abril de 1846, da «Revolta do Minho (Maria da Fonte)».

De salientar que no texto do livro ora reeditado, nas páginas 34 e 35, é descrita a ação do Alto do Viso, do dia 1 de maio de 1847. Nessa ação se bateram com a maior bravura os 31 académicos, que nela se acharam, formando a linha de atiradores. Depois de enumerar os académicos que participaram na ação, acrescenta: Destes faleceram quatro, sendo no campo da batalha o Tenente Manuel Fialho de Abreu Simões e o Voluntário José António Carlos Madeira Torres; e depois da batalha Aires de Araújo Pereira Negrão e Domingos António Ferreira.

Batalhão Académico  de 1846.1847, pg. 9.jpg

O Batalhão Académico de 1846-1847, pg. 72 . Notas manuscritas do discurso proferido pelo Visconde de Sá da Bandeira, por ocasião do funeral de José António Carlos Madeira Torres, em 3 de maio de 1847.

 Discurso que concluía com a seguinte frase. «Durante o combate todos [os académicos] se portaram com admirável valor.

Nota: Com esta entrada, mais uma vez, se chama a atenção de todos os conimbricenses e, nomeadamente, da Câmara Municipal para a obra de grande valor cultural e histórico que, a expensas suas, Mário Araújo Torres, vem realizando.  Tenho esperança que na conferência inaugural do recomeço das Conversas Abertas, que irá proferir no dia 27 de janeiro, do próximo ano, subordinada ao tema Autodidatas ilustres de Coimbra, na segunda metade do séc. XIX, seja o momento em que, quantos amam a nossa Cidade, ao menos, lhe possam dizer de viva voz: OBRIGADO.

Rodrigues Costa

Jardim, A.S.P. e Flores, A.J. O Batalhão Académico de 1846-1847. Notas por António dos Santos Pereira Jardim. Publicadas com aditamentos por António João Flores. Recolha de textos, introdução e notas por Mário Araújo Torres. 2022. Lisboa, Edições Ex-Libris

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 12:37


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2023

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031