Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra


Terça-feira, 23.01.18

Coimbra: Jardim Botânico e os seus múltiplos projetos 4

…. Em 1805 o desenhador Gregório de Queirós era encarregado de delinear as obras que se projectava fazer no jardim. Em 1807 realizou-se finalmente a compra, por 1:800$00 reis, da parte da cerca dos Marianos, agendada há já 33 anos, sendo a sua incorporação definitiva no terreno do jardim bem expressa no plano elaborado nesse ano por José do Couto Santos Leal e Neves.

Plano elaborado em 1807... Couto.jpg

 Plano elaborado em 1807 por [José do] Couto [Santos Leal] e Neves

 É também deste ano o pronunciamento mais decisivo de Félix Avelar Brotero, encarregado desde 1791 da organização científica do Jardim  e da regência da cadeira de botânica e agricultura , acerca do plano a seguir no jardim . O relatório enviado ao reitor, a 5 de Março de 1807, reveste-se da maior importância, quer pelo facto de nele Brotero precisar a definição e os objectivos deste tipo de estabelecimento, quer pela indicação das suas partes essenciais e secundárias, acompanhada do levantamento do que estava feito e do que havia de o ser. 

Partes essenciais ... Avelar Brotero.jpgPartes essenciais e secundárias num jardim botânico, segundo Avelar Brotero

Dela se depreende, concomitantemente, uma crítica velada às anteriores restrições pombalinas, as quais, embora na memória, seriam conveniente e conscientemente esquecidas com o passar dos anos e o avolumar de exemplos de similares jardins que outras universidades europeias vinham promovendo.

… O minucioso exame que acabámos de transcrever deixa transparecer não só o pragmatismo do docente, mas também o seu profundo conhecimento da realidade do dito recinto. Contudo, os tempos que se avizinhavam não viriam a permitir que este relatório assumisse o carácter de programa a levar à prática. 

Plano elaborado em 1807... Couto.jpg

 Planta do jardim botânico elaborada por [José do] Couto e datada de Outubro de 1807

 Com efeito, aproximavam-se as invasões francesas e, com elas, todas as obras seriam interrompidas. O último apontamento que temos do ano de 1807, um plano do jardim elaborado com grande qualidade por José do Couto, ficaria na gaveta e só seria retomado após o fim da Guerra Peninsular.

 

Brites, J.R.C. 2006. Jardim Botânico da Universidade de Coimbra: de Vandelli a Júlio Henriques (1772-1873), Coimbra, 2006 (Policopiado). [Trabalho escrito apresentado no seminário “Património e teorias do restauro”, integrado no Mestrado de História da Arte da Universidade de Coimbra e, depois de refundido, publicado pela autora, com o mesmo título, no Arquivo “Coimbrão. Boletim da Biblioteca Municipal”, Vol. XXXIX, Coimbra, 2006, p. 11-60].

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 22:49


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031