Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A' Cerca de Coimbra



Quinta-feira, 19.07.18

Coimbra: Tipos de Coimbra 12

Um trabalho original de José Maria Mudo.jpg

Um trabalho original de José Maria Mudo

 O José Maria, mudo, moço de litografia e tipografia, inteligente, serviçal em extremo, que, ao sentir falta de dinheiro, ou para dar as boas festas, é capaz de fazer o seu verso de pé quebrado ilustrando-o por seu punho. 

O Barnabé.jpg

 O Bentinho Sapateiro (Cliché de Joaquim Olaio)

 O Bentinho sapateiro, figura caricata e sobremaneira interessante, que se dá ao luxo de vestir à inglesa, indo todos os domingos a certa mercearia buscar um charuto de vintém, dadiva d'um seu amigo velho que andou a estudar em Coimbra e já se formou.


O Bamba.jpg

 O Bamba

 O bebedor emérito, devasso inexcedível, que uma vez arvorou em Rousseau e fez as suas confissões.

Conta-se dele um caso que não deixa de ter espírito. O Bamba queria batizar um filho e queria que o Dom Thomaz de Noronha fosse seu compadre. Para isso foi esperá-lo numa tarde aos Arcos do Jardim, expôs-lhe a sua pretensão e conseguiu ver dentro em breve realizado o seu maior, o seu constante desideratum. Restava, porém, escolher o nome que se devia dar ao petiz e o Dom Thornaz perguntou-lhe qual era o nome de que ele mais gostava e queria para o seu filho. Resposta do Bamba:

– O compadre não é o padrinho do rapaz?

– Sou…

– Não se chama Dom Thomaz?

– Chamo…

– Pois meu filho deve chamar-se Dom Thomaz!...

E após uma sonora gargalhada do padrinho, o petiz ficou sendo, na verdade, o Dom Thomaz… 

O Barnabé.jpg

 O Barnabé

 O Barnabé que parece ter o dom da ubiquidade, esse pobre diabo que aparece em toda a parte quase ao mesmo tempo. Há um fogo? Lá vai o Barnabé avisar os bombeiros antes que os sinos deem sinal. Há uma desordem? Lá vai o Barnabé avisar a polícia, porque esta só aparece quando é avisada.

Há necessidade de qualquer recado? Eis que surge o Barnabé. Há um batizado, um enterro, um casamento quase em segredo? Não importa. Mesmo assim lá aparece o Barnabé.Com certeza o Barnabé deve lá estar! E quando ele se perfila a uma esquina fazendo continência, de chapéu na mão, ao passar alguém conhecido que interpela sempre desta forma: faz favor de me deitar a sua bênção?... Então a minha mesada? – é certo que apanha dez réis. 

Monteiro, M. Typos de Coimbra, In Illustração Portugueza, 40, Série II, Lisboa, 1907.01.28.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 09:24


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031