Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A' Cerca de Coimbra



Terça-feira, 16.04.19

Coimbra. Gíria dos Estudantes 3

O estudante de Coimbra nas suas relações com a sociedade em geral.

Nas transcrições efetuadas, optamos por citar as palavras e as expressões da gíria a negrito.

Água, Meter – Fazer asneira; ter um deslize.
Arder – Pagar (Todos comeram, mas só ardeu um).
Berro, Dar o – Findar; acabar (Passado um mês o jornal deu o berro).
Brasa – Mulher bonita.
Buzina – Boca (E não foram capaz de lhe fazer calar a buzina).
Cagança – Vaidade; prosápia.
Calino – Estúpido; Diário de Coimbra (Quem já leu o Calino de hoje?)
Costumes, Estudar – Ir à Baixa (… às vezes iam para a Baixa estudar costumes)

Café Montanha na Rua da Saboaria.jpgEstudantes no primitivo Café Montanha

Dependurar – Pôr na casa de penhores (No mês passado tive que dependurar o fato, porque já não tinha dinheiro).

Casa de penhores.jpg

Desempregado, Estar – Não ter namoro (Não há rapariga que o queira … está desempregado).
Desinfetar – Retirar-se; ir-se embora (Desinfeta imediatamente, aqui só atrapalhas).
Encostanço – Baile.
Fateixa, Arreganhar a – Rir (Arreganha a fateixa por tudo e por nada).
Futrica – Todo o indivíduo de Coimbra que não é estudante.
Galheiro, Ir ao – Ser vencido; derrotado. (A Académica foi ao galheiro no último desafio).
Gancho, Ser de – Ser mau (Tenham cautela, porque ele é de gancho).
Japão – Todas as que, não sendo naturais de Coimbra, a visitam acidentalmente (Hoje vai tudo para a Baixa porque chegou muito Japão).
Malvada, Encher a – Comer; comer muito.
Mangueira, Estender a – Estender a mão (foi o primeiro a estender a mangueira, quando viu o doce).
Milho – Soco; pancadaria (Deu-lhe tamanho milho que caiu logo por terra).
Mona, Cozinhar a ou Cozer a carraspana – Esperar que passe o estado de embriaguez.
Mula – Pessoa reservada, que nunca dá a conhecer as suas intenções.
Pacote – Nádegas (Deram-lhe um pontapé no pacote).
Pername – As pernas das mulheres (As bailarinas tinham um pername).
Pêro – Soco; murro.
Peva ou Pevide – Nada (durante os dias de férias, não fez pevide)
Pirisca – Velocidade; ponta de cigarro (passou agora um caro com uma pirisca; Não tinha tabaco, recorri às piriscas).
Pocha – Bolso.
Resina – Bebedeira (Durante os oito dias da Queima apanhou outras tantas resinas).

Na Queima.jpg

Estudantes na Queima

Semiscarúnfio – Quase cego de razão; esquisito, maldisposto.
Serena – Ventosidade que não provoca ruídos (Deram uma serena que fez desaparecer toda a gente).
Seringa – Guarda-chuva (É melhor levar a seringa, porque pode chover).
Tiro, Dar o – Pedir dinheiro
Traço – Diz-se da mulher que é bela e elegante (Essa mulher é um traço como nunca vi).
Trunfa – Cabeleira
Unhas, Aparar as – Impedir que alguém faça mal.
Vidro – Copo de qualquer medida (Antes do cinema, fomos beber uns vidros).

Castro, A.F. 1947. A Gíria dos Estudantes de Coimbra. Suplementos de Biblos. Série Primeira, 7. Coimbra, Faculdade de Letras

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 10:02


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930