Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A' Cerca de Coimbra



Terça-feira, 22.06.21

Coimbra: “Elogio de Coimbra”

O Dr. Mário Araújo Torres juntou mais uma pedra, a sétima, ao monumento que, à sua custa, vem erguendo dedicado a obras relacionadas com Coimbra, todas elas deslembradas no tempo.

Agora coube a vez ao “Conimbricae Encomium” ou “Elogio de Coimbra”, publicado em 1554, da autoria de Inácio de Morais.

Elogio, capa corrigida.jpg

Capa do livro ora editado

O livro em causa, ora editado, não se remete a uma mera reprodução do texto inaciano, pois Mário Araújo Torres, após uma cuidada e vasta investigação, anexa um alargado conjunto de notas, passíveis de permitir não só enquadrar o escrito, mas também de facilitar ao leitor hodierno e sua compreensão. Além disso, insere a tradução do poema para português, feita por Alberto da Rocha Brito, e completa o volume com a apresentação de uma detalhada biografia e bibliografia relacionada com Inácio de Morais.

Na Nota Prévia, Araújo Torres, elucida-nos que Augusto Mendes Simões de Castro num artigo escrito para a revista “Instituto” havia referido ter adquirido “num leilão em Lisboa”…  “um livro muito interessante, que temos na conta dos de maior raridade, intitulado Conmbricae Encomium.

A convicção de que se trataria do único exemplar existente em Portugal, fundava-se em não ter achado tal obra nas Bibliotecas Nacional de Lisboa, da Universidade de Coimbra ou Municipal do Porto, nem nas boas livrarias de muito bibliógrafos que consultou, descobrindo apenas uma cópia manuscrita na Biblioteca Pública de Évora.

… O exemplar adquirido por Simões de Castro deve ser o que se encontra atualmente na Biblioteca Nacional de Portugal, único de que há registo nos catálogos disponíveis das bibliotecas portuguesas. 

Elogio, rosto.jpg

“Conimbricae Encomium”. 1544, rosto. Fl. 15

Elogio, dedicatória.jpg

“Conimbricae Encomium”. 1544, dedicatória. Fl. 16

elogio, primeira página.jpg

“Conimbricae Encomium”. 1544, página inicial. Fl. 17

Duas outras edições foram feitas do texto latino: a terceira, por Joaquim Alves de Sousa, em 1890; e a quarta por Mário Brandão, em 1938.

… “Encontram-se neste poema notícias curiosíssimas sobre a Coimbra do tempo de D. João III, quando este monarca transferiu para ali a Universidade então estabelecida em Lisboa. Referem-se vários usos e costumes da população académica, discente e docente, de alguns dos quais ainda hoje se conservam não poucos vestígios. Dá-se minuciosa informação das muitas casas religiosas de um e outro sexo ali existentes, de outros edifícios públicos notáveis e de alguns palácios de antigos fidalgos. Descreve-se a beleza dos horizontes, a salubridade dos ares, a fertilidade do solo, a amenidade dos arredores, a índole bondosa, pacífica e hospitaleira, e até a graça natural e folguedos populares dos habitantes da cidade ridente.

Da versão portuguesa apresentada no volume em apreço, de que Alberto da Rocha Brito é responsável, selecionamos um trecho que relata a lenda, mais uma, do brasão de Coimbra.

Elogio, rosto pormenor.jpg

Conimbricae Encomium. 1544, rosto, pormenor. Fl. 15

Em memória da sua Pirene ordenou aos conimbricenses que tivessem sempre na lembrança a sua história e um monumento da sua dor.

Por isso estão insculpidos nos muros urbanos as insígnias representando a urna, a coroa e o rosto da mutilada donzela, com a serpente de um lado e do outro o leão.  

Morais, I. Conimbricae Encomium. Elogio de Coimbra. Recolha dos textos e notas de Mário Araújo Torres. 2021. Lisboa, Edições Ex-Libris.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 20:35


4 comentários

De Anónimo a 24.06.2021 às 15:58

Na 1.ª parte deste "Conimbricae Encomium" há uns versos que referem a vida académica e o cerimonial da imposição de insígnias. Há uma boa tradução destes versos pelo Prof. Américo da Costa Ramalho na obra "Latim Renascentista em Portugal (antologia)", publicada pelo INIC, em 1985.

De Rodrigues Costa a 24.06.2021 às 19:33

Estimada Dr.ª Isaltina
Obrigado pela achega,
Com a muita estima do
Rodrigues Costa

De Anónimo a 24.06.2021 às 15:59

Dr. Rodrigues Costa: publiquei, erradamente, o comentário anterior antes de assinar. Desculpe. Isaltina Martins

De Rodrigues Costa a 24.06.2021 às 19:32

Boa tarde Cara Dr.ª Isaltina
Não tem qualquer problema.
Com a estima do
Rodrigues Costa

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2021

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930