Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A' Cerca de Coimbra



Quinta-feira, 03.10.19

Coimbra: Arquivo Histórico Municipal de Coimbra, curiosidades 7

O documento que hoje se divulga, está incluído numa coletânea de documentos manuscritos, datados de 1754-1792, organizada em volume em 1854, pelo Dr. António Henriques Seco que a doou à Biblioteca Municipal.
Neste volume encadernado há obras da autoria de seu bisavô, o Dr. Luís de Sousa Reis, (1707-1783), nomeadamente o Rayo de Luz Catholica que inclui o texto a seguir transcrito.

Grande chuvada inunda o Mosteiro de Santa Cruz
Grande chuvada que ocorre no dia 23 de Abril de 1766, dia de São Jorge, inundando as águas várias dependências do Mosteiro de Santa Cruz, junto à Porta do Carro, onde se forma um grande lago que obriga os frades a pedir a ajuda dos populares, para lhe quebrarem a Porta, pelo lado do Terreiro de Sansão.

Transcrição paleográfica (parcial)
[fl. 135] A 195- E bem mingoadas horas forão as que elles tiverão na madrugada do dia de São Jorge 23 deste mês de Abril. Em toda aquella noute esteve a chover, e sobre a madrugada foi tão forte e continuada a chuva, que não cabendo pella runa a copia das muitas agoas que corrião da parte de Cellas e de toda a sua Quinta da Ribella saltando estas fora pela orta correrão a Portaria do Carro e achando a fechada inundarão todo o Terreiro que fica entre a mesma Torre dos Sinos, em mais altura do que he a de hum homem, e continuava dahy pera sima de sorte que lhe entrou por todas as officinas, cozinhas, dispensas e refeitorio em que com outras partes lhes deu bastante perda, e muito mais nos celleiros do milho e cevada a qual lhe apanhou dizem que dezasete moyos, que andavão a tona de agoa e se forão embora juntamente com hua caza de livros e venda, que tinhão junto a Porta do Carro, de Ordenaçoes do Reyno e outros varios lyvros que ahy se vendião que todos ficarão inunudados com agoa e lodo e de todo estragados em que tudo experimentarão excesivo prejuizo, e com o impeto da muita agoa e embate que fazia por todas as partes tremião as hospe [fl. 135v] darias e alguns dormitorios do convento, o que tudo cauzou a estes malditos Jacobeus de Santa Cruz hum terrivel susto e quasi perdidos sem poderem acodir a um mal tão eminente, repicarão o sino a fogo vivo e rijamente e vierão as janellas a gritar em altas vozes a implorar a favor do povo e dos vizinhos que lhes acodissem e cobrassem as portas com machados, e que ainda que ao toque do sino ninguem acodio, por não dar lugar a grande copia de agoa que cahio, com tudo as vozes e gritos que os frades davão das janellas acodirão alguns vezinhos que com machados lhes quebrarão a Porta do Carro, com que a agoa começou a sahir pera o Terreiro de Sansão que todo inundou, e começarão os Jacobeus a ficar mais aliviados do susto, e tãobem o Bispo que nessa noite tinha dormido em Santa Cruz, e os frades que começarão a tratar de reparar os estragos da inundação que não forão poucos, nem tãobem foi piqueno o rigozijo que cauzou a noticia que logo se divulgou pela cidade, tanto que aclarou o dia folgando todos com o susto dos malditos, que apesar da sua soberba se virão obrigados a implorar o favor do povo, e dos vizinhos porque reconheção que tãobem necesitam delles.

Mosteiro de Santa Cruz, portaria do carro.jpeg

Mosteiro de Santa Cruz, portaria do carro

Mosteiro de Santa Cruz, terreiro que fica entre a

Mosteiro de Santa Cruz, terreiro que fica entre a mesma Torre dos Sinos. Pormenor da planta de Magne

Mosteiro de Santa Cruz, refeitório.jpg

Mosteiro de Santa Cruz. Refeitório, hoje Sala da Cidade

 

AHMC. Catálogo da Exposição. Documentos sobre o Mosteiro Santa Cruz de Coimbra no AHMC. 2019. Coimbra, Município de Coimbra.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 10:17


5 comentários

De Anónimo a 03.10.2019 às 14:38

Porque motivo se refer ao Cruzios como Jacobeus?

De Anónimo a 03.10.2019 às 20:24

Como tenho referido os textos que apresento são extratos das leituras que vou fazendo e que eu considero relevantes, sendo que esta entrada interessa fundamentalmente pela descrição da inundação.
O termo jacobeu poderá encontar o seu significado num dicionário ou mesmo na net, sendo evidente que o Autor do texto estava num campo oposto ao dos cónegos de Santa Cruz e escreve num estilo próprio do século XVIII.

De Anónimo a 09.10.2019 às 15:53

Muito obrigado.

De Anónimo a 03.10.2019 às 14:57

Como sempre, gostei!

De Anónimo a 03.10.2019 às 20:25

Obrigado pelo seu interesse

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031