Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra



Sábado, 30.05.15

Coimbra árabe, dependência administrativa 1

Uma consideração geográfica do território hoje português, na época árabe, leva-nos à compreensão de um ”Garb al-Aqsâ” do Andaluz, com Silves e Lisboa, e de um “Garb al-Adnâ” com Algeciras, Sevilha e Mérida …. A história fala-nos da província de Ossonóba-Silves, muito ligada a Sevilha, de cidades como Évora, Lisboa e Santarém, intimamente unidas a Mérida-Badajoz, como intimamente unidas a estas se encontraram, durante algum tempo, Coimbra, Lamego e Viseu. E isto, não somente nas épocas de Amirato e do Califado, mas também das Taifas.
A partir do fim das Taifas, a história do Ocidente Extremo do Andaluz sofre uma modificação importante: a fronteira islamo-cristã, antes oscilante entre o Douro e o Mondego, fixa-se no Tejo.
Coimbra, Lamego e Viseu passa aos Cristãos. De resto, esta região nunca tinha sido profundamente islamizada. A influência moçárabe dominara, sempre, aqui.

Domingues, J.D.G. 1971. Aspectos da Cultura Luso-Árabe. Separata das Actas do IV Congresso de Estudos Árabes e Islâmicos pg. 4.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 23:03



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31