Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A' Cerca de Coimbra



Terça-feira, 19.01.21

Coimbra: Abastecimento de água à Cidade, nos finais do século XVIII 2

E passando a fazer exzame nos tanques dos chafarizes publicas se achou que o da Feira se acha totalmente imundo e aruinado sujeito a varias despejos, alias inmundos, e por isso as agoas podres e inpestadas de modo que as vertentes, quando sucede havellos para nada servem, e para nada prestão e no tempo do Bram e maior estyo nem essas podres vertentes as ha, para os servisos de amasar cal e munto menos para acudir a hum incindio, que de ordinario esta acontecendo; acentandoce que seria o milhar acerto saltem (sic) para evitar as podridoens o transportar e o inutil e antigo tanque chafarix para o meio do largo do Terreiro da Feira e o tanque do largo do chafarix da Sé Velha, pela rezão de roto desbaratada e munto pequeno se lhe devia dar huma nova forma mais anela e mais larga ficando assim capas das vertentes da sua bica poder acodir não so a mina de qualquer incendio, mas tambem a necessidade que cada hum do povo tiver das suas vertentes.

Fonte do Largo da Feira, ou dos Bicos.jpg

Fonte do Largo da Feira, ou dos Bicos

Chafarix da Sé Velha. 1862.jpg

Chafarix da Sé Velha

Fonte no Colégio dos Jesuítas, hoje Largo Marqu

Fonte no Colégio dos Jesuítas, hoje Largo Marquês de Pombal

 Os da Calssada e Prasa se podem conservar no estado em que se achão, porem inuteis ao povo, por que nenhuma agoa tem nem lancao nem ha nas maens de agoa pera a elles se lhes conduzir.

Fonte da Praça do Comércio.jpg

Fonte da Praça Velha, hoje do Comércio

E passando finalmente [fl. 135] ao descubrimento das novas agoas que são precizas de nececidade ao povo de Coimbra, pois que so assim se poderião evitar as sobreditas desordens e motins a que asestio o sobredito vedor declarou este:

 

Mapa das fontes. Livro II da Correa.JPG

Mapa das fontes e nascentes. In: AHMC. Livro da Correia, n° 2,1273-1754

 Que o monte que fica entre as duas estradas que correm do Sul para o norte, a saber, a que principia no Convento das Recolhidas de Santa Thereza e vai terminar ao Convento de Santo Antonio dos Olivais e a outra mais inferior que principia no Colegio da Ordem de Christo e vai terminar ao lugar de Sellas no cumprimento da qual exzistem os sobreditos nascentes e maens de agoa defechados dice, em suma, que este monte asim confrontado corria por de baixo delle hum ryo de agoa e que principiando o primeira sargento per sima da area, ou fonte chamada a de El Rey, com alguns passos mais asima da maen de agoa que descubrio a universidade, pora as suas ofecinas, levando a sobredita sorgenta pelo olival desta inferior estrada athe a caza terrea de hum cazal chamado o de Maria Madalena, atravesando o dito Monte do poente para o nascente chegando com a sobredita sorgenta, ou mina, couza de vinte palmos aredados da sobredita caza, terrea ficando esta ao lado esquerdo, se descubriria huma telha de agoa e aproximandoce a caza terrea se descobrirão duas telhas mais, e continuando a mesma mina, ou sorgenta, pelo olival daquella inferior estrada athe chegar ao cume do dito monte e estrada suprior do Convento de Santo Antonio para o de Santa Thereza, que serão mil e quinhentos palmos de comprido se descobrira tanta abundancia de agoa que, com facilidade, poderão andar azenhas e moer moinhos, porem [fl. 135v] porem que neste ambito se encontrarião algumas penhas bastantemente duras e escabrozas as quaes senão levadas a ferro e não a fogo, por que no fim dellas se sangrarião a quantidade de agoas que asima tem declarado e expressado.

E conceguindoce este fim se declarou mais que seria util e comum não so aos moradores da cidade, mas a todos os pasageiros, que por elle costumão tranzitar, ou fazerce, ou reidificarce de novo, hum chafarix no largo do Tereiro da Prasa onde se vendem os viveres para cidade, ficando em frente a rua publica de Santa Sufia do Real Mosteiro de Santa Crus e Tribunal de Santo Officio da mesma cidade, ja pela utilidade que rezulta aos individuos da cidade Baixa, que não bebem do Mondego, ja pela dos pasageiros, ja finalmente pelo trafico de sinco, ou seis estalajens e outros tantos colegios que exzistem na mesma rua de Santa Sufia.

 

Fonte na Fachada de Santa Cruz em Coimbra. J. Laur

Fonte na Fachada de Santa Cruz em Coimbra. J. Laurent, 1869

 E lembrando mais que suposto esta nova abertura, sorgenta, ou mina, proximamente fabricada onde a universidade descubrio alguns aneis de agoa para as suas ofecinas poderião estes demenuir com a nova rotura podia munto bem a cidade indamenizar a universidade com a sobredita abundancia que elle prometia segundo a rezão lhe dictava e a experiencia com a pratica e manobra asima espressada o podera depois mostrar e nesta forma houve elle procurador geral por findo este acto que assinou e co[m] mais e eu Domingos de Macedo, escritor o escrevi

Joaquim de Araújo Tavares e Souza, procurador geral he de Pedro da Fonseca, Mestre vedor, uma cruz Antonio Batista Freire.

Auto de vistoria. In: AHMC. Vistorias, tomo 3, 1766-1791, fl. 133v-135

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 11:00


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2021

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31