Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra



Terça-feira, 14.05.24

Coimbra: Iconografia de S. Teotónio

Foi S. Teotónio canonizado em 1163, e Frei Timóteo dos Mártires afirma que, logo após a canonização, foi mandada fazer uma imagem. (Crónica de Santa Cruz. T. 1. Coimbra, Ed. da Biblioteca Municipal, 1955, pág. 46). Mas esta não chegou até nós.

S. Teotónio. Valença, Ganfei.jpg

S. Teotónio, Monumento na sua terra natal, Fanfei, Valença, autor não identificado. Imagem acedida em:https://www.mundoportugues.pt/2020/02/18/hoje-e-dia-de-s-teotonio-o-primeiro-santo-portugues/

A mais antiga representação de S. Teotónio, afora uma que vimos num códice da Biblioteca Pública Municipal do Porto, mas do que não temos reprodução nem data da sua feitura, é a que vem no princípio do ofício do Santo no «Breviarium Santae Crucls», de 1531. Apresenta-o de mitra e báculo e tendo na mão esquerda uma igreja. Acontece, porém, que no mesmo Breviário a mesma gravura serve para Santo Agostinho. como aliás acontece noutras obras com o mesmo ou com outros santos. Assim, por exemplo, no «Flos Sanctorum», de Frei Diogo do Rosário, ed. de 1612, a vida de S. Teotónio é ilustrada com uma bela xilogravura na qual o Santo tem o báculo e o livro, mas ao lado vê-se uma corça. Estranhando a presença deste animal que ali parece não ter cabimento, folheámos todo o volume, verificámos que a mesma gravura serviu para Santo Arsénio, S. Gil Abade, (mas neste justifica-se a presença da corça, que lhe dava leite) e S. Leonardo.Timotheo dos Martyres, na sua «Vida do Bemaventurado Padre Santo S. Theotonio», Coimbra, 1650, apresenta uma gravura aberta a buril por João Gomes. O Santo, numa oval, em melo corpo. com trajos monacais, empunha o báculo e segura na mão esquerda o globo estrelado. Sobre uma mesa está pousada a mitra. Em baixo tem a legenda: SANCTVS PATER THEOTONIVS, e a assinatura do artista: Jº. Gom.

No tomo III do «Proprlum Sanctorum Totius Anni», conjunto de 12 grandes volumes de pergaminho que pertenceu ao Mosteiro de Santa Cruz e se guarda no Museu Nacional Machado de Castro, vem uma iluminura a toda a página, reproduzindo obviamente a imagem que se encontra na capela de S. Teotónio, em Santa Cruz, imagem que é de madeira e que foi encomendada a artista de Lisboa quando das obras de adaptação e beneficiação operadas na referida capela de 1627 a 1630. O autor da iluminura é D. Cipriano de Santa Maria, Cónego Regrante de Santa Cruz, que tudo escreveu, elaborou e completou no ano de 1760, como se lê no frontispício latino daquele volume. Nesta iluminura o globo estrelado está no cimo do quadro.

Também é do séc. XVII a imagem de S. Teotónio da igreja de Fajão, uma das melhores que se conhecem. O Santo veste de crúzio, com báculo e livro e a mitra aos pés. Não tem o globo.

Outra terra de cónegos agostinhos era Folques. Aí se encontra, na igreja paroquial, que foi do antigo Mosteiro de S. Pedro, uma grande e boa imagem de S. Teotónio. Tem a mitra aos pés e na cabeça um barrete eclesiástico. Na mão direita tem o globo estrelado e na esquerda o báculo. As vestes são de crúzio. É do séc. XVIII.

S. Teotónio. Folques. RA.jpg

S.Teotónio, da igreja paroquial de Folques. Acervo RA

Na mesma freguesia, na capela de S. Teotónio, no Alqueve, há uma pequena imagem do mesmo, em madeira, do séc. XVII, na atitude de pregar, e outra de barro, bastante maior e melhor, com o Santo em êxtase, mão direita no peito e a esquerda segurando o livro, vestes de crúzio com murça abotoada e sem mais atributos.

Sendo titular da freguesia de Brenha, lá tem também a sua imagem. É uma escultura de barro, do século XVII, na mesma atitude da anterior, mas doutras mãos.

Em Maiorca encontrámos duas: uma, do séc. XVII, com livro e báculo (que falta) e mitra aos pés; outra, bastante maior, em que S. Teotónio está vestido de peregrino, com o chapéu pendurado nas costas, a mão direita na atitude de empunhar o bordão, na mão esquerda o livro e sobre uma dobra do manto apanhado pousa o globo estrelado. Não se estranhará esta forma iconográfica se nos lembrarmos de que ele foi por duas vezes em peregrinação à Terra Santa.

Em Santa Cruz, além da imagem referida, há mais duas, de pequeno tamanho, do séc. XVIII, uma das quais também ostenta o globo estrelado.

É bem notável pela sua matéria, que é prata, e pela sua unção religiosa, o busto que encerra o crânio de S. Teotónio e que se venera em Santa Cruz, datado de 1624.

Coimbra. Capela de S. Teotónio. Retábulo

Mosteiro de Santa Cruz, Capela de S. Teotónio. Acervo RA

Também no Museu Nacional Machado de Castro há uma boa imagem de madeira. do séc. XVII, com o globo estrelado na mão esquerda e o báculo na direita e mitra aos pés.

Finalmente, completamos esta resenha com a imagem que se encontra na igreja paroquial de Antuzede, que é sem dúvida uma das melhores.

S. Teotónio, Antuzede.jpg

S. Teotónio, da igreja paroquial de Antuzede (séc. XVIII)

Obra do séc. XVIII, não nos admiraríamos se aparecesse um documento que lhe desse Laprade por autor. Para já, nota-se-lhe uma grande semelhança. na roupagem e nas mãos, com um S. Paio da igreja de Verride. Que se atribui aquele autor francês.

Pereira, A.N. Sobre a Iconografia de S. Teotónio. In Munda. Revista do Grupo de Arqueologia e Arte do Centro. N.º 3 Maio de 1982. Pg. 17 a 21.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 10:19


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2024

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031