Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra



Quinta-feira, 29.03.18

Coimbra: Capela da Universidade

Com a transferência da Universidade para Coimbra é utilizada para a Capela da Universidade a antiga Capela Real de S. Miguel dos Paços da Alcáçova, cuja tradição remonta, com esta invocação, a D. Afonso Henriques, existindo já na Acrópole Coimbrã. 

... O aspeto arquitetónico com que hoje se apresenta a Capela da Universidade resulta de diversas transformações que a mesma sofreu, tendo-se iniciado a sua construção, no ano de 1517. À sua reestruturação dedicaram um significativo contributo artistas como Diogo de Castilho, Gabriel Ferreira, Simão Rodrigues, Domingos Vieira Serrão, etc., os quais, em obras de pedraria, azulejaria e pintura, ajudaram na valorização do edifício.

Universidade. Capela de S.Miguel.jpg

 Capela da Universidade

 

... 1845, Abril, 15 - Decreto que estabelece os exercícios divinos na Real Capela da Universidade

1.º A Purificação de Nossa Senhora, aos 2 de Fevereiro;

2.º A Anunciação de Nossa Senhora, aos 25 de Março;

3.º Os Ofícios da Semana Santa;

4.º As exéquias solenes d’El-rei, o Senhor D. João 3.º aos 11 de Junho;

5.º O préstito e função da Rainha Santa isabel, aos 3 e 4 de Julho;

6.º A Missa solene de abertura das Escolas, conjuntamente com a solenidade de S. Miguel, que fica transferida para esta ocasião, no 1.º de Outubro;

7.º A Imaculada Conceição de Nossa Senhora, aos 8 de Dezembro.

 

... Para o serviço Divino da Capela da Universidade, além do Tesoureiro de Mestre de Música, haverá oito Capelães Presbíteros.

... As Missas e mais Ofícios solenes serão sempre acompanhadas a Órgão pelo Mestre de Música. 

Capela Universidade Orgão.jpg

  Órgão da Capela da Universidade

 No seu interior deve destacar-se hoje o órgão cuja construção se iniciou em 1728, além de obras de imaginária e de ourivesaria.

A maior parte destes objetos artísticos. Muitos deles saídos das mãos dos ourives da Universidade (cálices, custódias, cruzes processionais, píxides, etc.) fazem hoje parte do Museu de Arte Sacra anexo à Capela.

Após a implantação da República em 1910, a capela esteve encerrada ao culto.

A capela é declarada monumento nacional por Decreto de 21 de Janeiro de 1911, ordenando-se que aí se instale um museu de arte, cujo património será formado com os objetos  e alfaias litúrgicas da capela. A direção deste Museu foi confiada ao Diretor do Arquivo da Universidade, então o Dr. António de Vasconcelos... Só em 8 de Dezembro de 1972 é inaugurado junto à Capela o Museu de Arte Sacra.

 Arquivo da Universidade de Coimbra. Boletim do Arquivo da Universidade de Coimbra. Vol XI e XII.1989/1992. Coimbra, Arquivo da Universidade de Coimbra, pg. 135-137, 143-144.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 11:14



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Março 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031