Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A' Cerca de Coimbra



Quarta-feira, 25.05.16

Coimbra e Gil Vicente

Tendo D. João III retirado com a corte para Coimbra em 1526 (por causa do terramoto), aqui veio Gil Vicente representar-lhe a farsa dos «Almocreves»... Lê-se na rubrica desta peça: «Esta seguinte farsa foi feita e representada ao... Rei D. João, o terceiro em Portugal deste nome, na sua cidade de Coimbra... Seu fundamento é que um fidalgo de muita pouca renda usava muito estado, tinha capelão seu e ourives seu, e outros oficiais, aos quais nunca pagava.»

«Com o terror da peste, D. João III foge de Almeirim para Coimbra, onde é recebido solenemente recitando-lhe a arenga ou oração de chegada Francisco de Sá, a quem o rei concedera a sua intimidade. Nestes festejos tomou parte Gil Vicente, representando a comédia «Sobre a divisa da cidade de Coimbra»... estando na sua muito honrada, nobre e sempre leal cidade de Coimbra. Na qual comédia se trata o que deve significar aquela Princesa, Leão, e Serpente, e Cálice, ou Fonte, que tem por divisa: e assim este nome de Coimbra donde procede, e assim o nome do rio, outras antiguidades a que não é sabida verdadeiramente sua origem. Tudo composto em louvor e honra da sobredita cidade. Feita e representada era do Senhor de MDXXVII.

... No mesmo ano de 1527 ainda Gil Vicente voltou a representar em Coimbra, mas agora a tragicomédia da «Serra da Estrela»... no parto da Sereníssima e mui alta Rainha Dona Catarina Nossa Senhora e nascimento da Ilustríssima Infanta Dona Maria, que depois foi princesa de Castela (futura mulher de Filipe II)

Loureiro, J.P. 1959. O Teatro em Coimbra. Elementos para a sua história. 1526-1910. Coimbra, Câmara Municipal. Pg. 43 a 44

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Rodrigues Costa às 10:35



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2016

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031